The complete lyrics - all in good time

58 O Dinheiro Fala (Money Talks)

(Airey, Gillan, Glover, Morse, Paice)
Do disco Rapture of the Deep do Deep Purple

Não há nada errado em usar o dinheiro como meio de troca, mas quando ele se torna uma commodity, algo que é feito para acumular, ele desenvolve uma complexidade bem chata. As pessoas chegam à adoração da coisa e se comportam bem mal pra acumular montes dela.

O Dinheiro Fala

(Airey, Gillan, Glover, Morse, Paice)

Eu era jovem e saudável
Extremamente rico
Balançava nas árvores
E fazia o que queria
Achei que era rico
Ah, sim!
Aquela doce sedução
Eu sentia a sucção
Molhando minha mão
E não fazendo mal nenhum
Só fazendo uns acordos
Que putinha

O dinheiro fala comigo
Sussurra no meu ouvido
Me dá tudo o que eu quero
Tudo o que eu quero

Meu estoque aumentava
Então arranjei mais bolsos
Eu sabia onde enfiá-lo
Pra ninguém pegá-lo
Meio que fui pra algo exclusivo
E aí, aha!
Com essa doce seclusão
Não havia mais intrusos
Muita comida no meu prato
Mas tinha guardas na porta
Que alegria!
Eu quase podia morrer disso

O dinheiro fala comigo
Bota as coisas na linha
Me dá tudo o que eu quero
Tudo o que eu quero

Dinheiro faz dinheiro
Sim, ele sempre volta
Acha o caminho até a grande casa
Onde ele mora sozinho
Parceiros silenciosos e vazios
Operadores do sistema
Dão palavras de quieta garantia
A uma vítima que, de resto, é saudável

Está tudo voltando pra mim
Eu me sacudo nas árvores
E eu nadaria no oceano
Eu costumava mostrar alguma emoção

A culpa não era minha
Eu não sinto vergonha
A estrutura estava madura
Estava lá pra quem fosse pegar
Eu tinha os recursos
Mas então, oh, não!
Alguém fez uma oferta maior que a minha
Não posso levar comigo?
Então eu vou devorá-lo
Não posso sair sem isso
É simplesmente uma questão de
Forças de mercado

O dinheiro fala comigo
Sussurra no meu ouvido
Me dá tudo o que eu quero
Tudo o que eu quero
O dinheiro fala comigo
Ri da minha cara
Me dá tudo o que eu quero
Tudo o que eu quero

Money Talks

(Airey, Gillan, Glover, Morse, Paice)

I was young and healthy
Extremely wealthy
I swung in the trees
And did as I pleased
I thought I was rich
Oh yeah
Such sweet seduction
I could feel the suction
Greasing my palm
And doing no harm
Just making some deals
What a bitch

Money talks to me
Whispers in my ear
Gives me everything I want
Everything I want

I had rising stock
So I got more pockets
I knew somewhere to stick it
Where no-one would nick it
I kinda went private
And then, aha
Such sweet seclusion
No more intrusion
Too much food on my plate
But there's guards at the gate
Such joy
I could almost die of it

Money talks to me
Lays it on the line
Gives me everything I want
Everything I want

Money goes to money
Yes it always returns
Finds its way back to the big house
Where it lives all alone
Wraithlike silent partners
Operators of the system
Give words of quiet assurance
To an otherwise healthy victim

It's all coming back to me
I would swing in the trees
And I'd swim in the ocean
I used to show some emotion

I was not to blame
I feel no shame
The structure was shaking
Was there for the taking
I had the resources
But then, oh no
Someone outbid me
I can't take it with me?
Then I will devour it
I can't go without it
It's simply a question of
Market forces

Money talks to me
Whispers in my ear
Gives me everything I want
Everything I want
Money talks to me
Laughs right in my face
Gives me everything I want
Everything I want

Voltar para:
back to the Wordography index