The complete lyrics - all in good time

70 One Eye to Morocco

(Gillan, Morris)
Do álbum One Eye o Morocco do Ian Gillan

As vezes é difícil dizer quando uma canção é de fato concebida; lá está você trabalhando em um tema e de repente a água do banho transborda - Eureka! Palavras e música assumem vida própria. As vezes é um pouco mais prosaico, alguns rabiscos aqui e uma resolução satisfatória ali - bum! Mas de qualquer forma, você tem 20 minutos antes dos elementos se cansarem de seus artifícios e retornarem tudo para o dept. hidropônico.

Neste raro caso, a intrigante estrutura de Morris disse desde o início - Não me importa qual música ou palavras me acompanham, isso é o que eu sou e lá é onde estou indo!

Então a faixa original sem título, com nada mas um pouco de la la la do co-escritor se tornou a força principal no processo de seleção e eventualmente, é claro - a faixa título.

Um Olho no Marrocos (One Eye to Morocco) é a primeira e mais usada parte de uma expressão em Polonês, que na íntegra diz (você tem) "Um Olho no Marrocos" e o outro em Cáucaso. Isso pode ser aplicado a qualquer um, desde (literalmente) uma pessoa vesga a um sujeito com um olhar vago, por outro lado, para uma utilização mais filosófica no seu ambiente de trabalho ou escola. Por exemplo, se você tem um tempo do seu amado trabalho para um sonho sobre uma exótica estadia, você pode ser descrito como tendo um olho no Marrocos.

Então, se o Deep Purple é meu Cáucaso, então Marrocos é minha travessa escapada de fim de semana - Ha!

.

One Eye to Morocco

(Gillan, Morris)

I don't know where I'm going
I don't know what I'm doing
But it feels alright

I have one eye to Morocco
I only have to follow
Through the scented night

Conversation
Is fading away
The last thing
I heard you say
Was just a murmur
A distant blur
Your lips are moving
But I hear no words

All day
Sitting alone in my room
Waiting for no-one to call me
Lost in a dream of my own

I'm drawn by this obsession
With a tantalising vision
Of a swirling robe

I have one eye to Morocco
By the time I reach tomorrow
I'll be on that road

Sweet temptation
Draws me on
Gives me the strength
To cross my Rubicon
Past a point
Of no return
Ever onwards
As my bridges burn

All day
Sitting alone in my room
Waiting for no-one to call me
Lost in a dream of my own

Voltar para:
back to the Wordography index